20 outubro 2008

O Sonho de Voar

Tinta da China sobre papel40 x 30 cm2008



...

Eles não sabem, nem sonham,
que o sonho comanda a vida.
Que sempre que um homem sonha
o mundo pula e avança
como bola colorida
entre as mãos de uma criança.

"Pedra Filosofal" - António Gedeão, in "Movimento Perpétuo"

01 outubro 2008

Sonho Lúcido com Pêras

Lápis de cera sobre papel, 30 x 40 cm, 2008




...
O 'sonho lúcido' é o exemplo mais notável da presença de consciência nos períodos oníricos.
J. M. Curado in "Bombarda e a Consciência I"


...
Se às vezes digo que as flores sorriem
E se eu disser que os rios cantam,
Não é porque eu julgue que há sorrisos nas flores
E cantos no correr dos rios...


Alberto Caeiro (Fernando Pessoa) in "O Guardador de Rebanhos"

10 setembro 2008

O Segredo

Aguarela sobre papel30 x 40 cm2008


...
Sei um ninho.
E o ninho tem um ovo.
E o ovo, redondinho,
Tem lá dentro um passarinho
Novo.

Mas escusam de me atentar:
Nem o tiro, nem o ensino.
Quero ser um bom menino
E guardar
Este segredo comigo.
E ter depois um amigo
Que faça o pino
A voar...

"Segredo" - Miguel Torga, in Diário VIII

22 agosto 2008

Fernão Capelo Gaivota

Tinta da China (Art Pen) sobre papel, 40 x 30 cm, 2008

Ao verdadeiro Fernão Capelo Gaivota que vive em todos nós.

...
A maior parte das gaivotas não se querem incomodar a aprender mais que os rudimentos do voo, como ir à comida e voltar. Para a maior parte das gaivotas, o que importa não é saber voar, mas comer. Mas Fernão Capelo Gaivota não era um pássaro vulgar, para ele o importante não era comer, mas voar.

Richard Bach, in "Fernão Capelo Gaivota"

19 agosto 2008

As Raízes do Pensamento

Aguarela sobre papel, 30 x 40 cm, 2008

...
Não há machado que corte
a raíz ao pensamento
não há morte para o vento
não há morte.
Se ao morrer o coração
morresse a luz que lhe é querida
sem razão seria a vida 
sem razão.
Nada apaga a luz que vive
num amor num pensamento
porque é livre como o vento
porque é livre.

"Livre" - Carlos Oliveira/ Manuel Freire

29 janeiro 2008

O Menino-do-Olho

Lápis de cera sobre papel, 40 x 30 cm, 2007


...
O olho é a janela do corpo humano, por onde a alma especula e frui a beleza do mundo, aceitando a prisão do corpo que, sem esse poder, seria um tormento.

Leonardo da Vinci

25 janeiro 2008

Dois Jarros

Lápis de cera sobre papel, 40 x 30 cm, 2007


...
Se o que tens a dizer não é mais belo que o silêncio, então cala-te. Pitágoras

14 janeiro 2008

A Vela

Lápis de cera sobre papel, 30 x 40 cm, 2007
...
A experiência é uma chama que só ilumina queimando.
Benito Pérez Galdós 



10 janeiro 2008

A Árvore da Vida

Tinta da China (Art Pen) sobre papel, 40 x 30 cm, 2007


...
Forte como um destino,
Calmo como um pastor,
A sarça ardente é quando o sol, a pino,
O inunda de seiva e de calor.

Barbas, rugas e veias
De gigante.
Mas, sobretudo, braços!
Longos e negros desmedidos traços,
Gestos solenes duma fé constante...

Miguel Torga, "A um carvalho"

08 janeiro 2008

O Vento Beija a Geada

Lápis de cor e cera sobre papel, 40 x 30 cm, 2007


...
Já houve tempos em que tinha quase tudo não tendo quase nada,
Quando dormia ao relento ouvindo o vento beijar a geada.
Fazia o meu manjar com pão e uva,
Fazia o meu caminho ao sol ou à chuva,
Ao encontro da mão miúda que me acentava como uma luva.

Jorge Palma, in "À espera do fim"

07 janeiro 2008

Maçã Carnal

Aguarela sobre papel, 30 x 40 cm, 2007


...
Plena mulher,
maçã carnal,
lua quente,
espesso aroma de algas,
lodo e luz pisados,
que obscura claridade
se abre entre tuas colunas?
...
Pablo Neruda

06 janeiro 2008

Dali

Tinta da China (Art Pen) sobre papel, 30 x 40 cm, 2007

...
A cada manhã que acordo, experimento novamente um prazer supremo - o da existência.

Salvador Dali